segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

O Texto bíblico

É preciso considerar o seguinte: quando se fala de texto bíblico (tanto do Primeiro quanto do Segundo Testamento) não podemos pensar num texto único, depurado e livre de qualquer erro ou dúvida. O caráter de inspiração, fundamental na reflexão teológica, não isenta o texto das dificuldades dos percalços históricos como a perda dos autógrafos e os equívocos nas versões. Disso se depreende que nem sempre foi fácil optar por essa ou aquela lição manuscrita quando da tradução. 

 Além disso,a formação do texto da Bíblia não foi de um fôlego só. Ainda repousa sob o véu da incerteza o lugar de suas grandes coleções textuais, a sua origem e seu desenvolvimento. Em nível de história, há certo consenso de que o séc VI a.C. pode amparar grandes redações deste texto e ser, ao mesmo tempo, a mola que impulsiona a gênese de outros tantos. Com isso estamos na época persa, depois de 540 a.C. Por esse tempo, estariam nascendo alguns dos que serão grandes clássicos da literatura hebraica conhecida como o conjunto da Torah e dos profetas e, mais tarde, o Livro de Jó e do Eclesiastes dentre outros.

Nenhum comentário: