quinta-feira, 14 de março de 2013

Francisco

A simplicidade mostrada por ele é uma marca que, creio eu, será sempre lembrada. Precisamos, hoje, de quem esteja atento ao clamor do Evangelho, qual seja, a atenção aos esquecidos e desvalidos e, ao mesmo tempo, a sensibilidade para com todas as pessoas. Isso Francisco vem demonstrando em sua vida e, creio também, continuará a manifestar. 

O mundo precisa de olhares, de proximidades e atenções. O mundo precisa de seres humanos, dispostos a ouvir os outros. O mundo precisa de mais e mais Franciscos. Precisa de paz e de fraternidade. Que a presença deste Francisco, agora revelado ao mundo, possa ensinar cada vez mais o Evangelho.

Nenhum comentário: