sábado, 5 de janeiro de 2013

Os três reis magos não são três e nem são reis


É interessante como a gente se habitua a reproduzir o que escutamos. Quem não ouviu falar dos três reis magos? Quem (morando no interior) nunca ouviu ou viu uma folia de reis? Uma tradição típica da cultura popular religiosa? Pois bem, só que, se você consultar o texto bíblico jamais encontrará a indicação de que são três ou de que são reis. Vou reproduzir abaixo (numa tradução mais literal possivel) as citações que mencionam os magos para que você não precise abrir a sua Bíblia:

“E Jesus tendo nascido em Belém da Judéia nos dias de Herodes, o rei, eis que magos do Oriente chegaram a Jerusalém (...)” (Mateus 2,1)

“Então Herodes secretamente tendo chamado os magos inquiriu deles o tempo da aparecente estrela”. (Mateus 2,7)

“E chegando na casa viram o menino com Maria a mãe dele e prostrando-se adoraram a ele”. (Mateus 2,11)

Se o (a) leitor (a) observar bem Mateus fala de Herodes como rei, sim. Mas não fala dos magos como reis. Deve notar, também, que quem visita o menino em Mateus são os magos. Os pastores só aparecem em Lucas. Então de onde surge a tradição de que são reis? Muitas delas vem dos evangelhos apócrifos (quer saber mais sobre eles? Clique aqui!) A tradição dos “reis” magos não foi diferente. Temos até o nome deles: Melchior, Gaspar e Baltasar. Essas tradiçoes apareceram muito cedo entre os cristãos para suprir lacunas deixadas pelos textos bíblicos e satisfazer a curiosidade das pessoas. São muitas! Em tempo oportuno trataremos delas aqui. Abraços!


Um comentário:

Anônimo disse...

Interessante !!! Verdade mesmo, reproduzimos !!! Viva os apócrifos !!! Obrigada pela sua postagem.