domingo, 2 de dezembro de 2012

O Espírito Santo

Paraklêtos é uma derivação de parakaléo. (Jo 14,16.26; 15,26; 16,7; 1Jo 2,1)

A etimologia é incerta. Pode ser protetor. Esse derivado aparece como um passivo em Jo 14,16 “alguém chamado para que esteja ao lado/ para que assista”. Assim, ajudador, intercessor, advogado. Quando passa ao sentido ativo indica aquele que ajuda, aquele a cujo lado se acha. O sentido de “protetor” em vez de advogado é preferível para alguns exegetas.

Então:

Para: cerca, de parte de, junto dekaléo: chamar, convocar. Logo, o verbo parakaléo significa chamar ao lado, convocar, convidar, apelar, encorajar, requisitar, tentar consolar, conciliar.

Note-se quem em 1Jo 2,1, o paraklêtos é Jesus.

Tanto nos dicionários bíblicos como nos de grego clássico, as definições passam pelo mesmo caminho. O termo paráclito é adotado porque nenhuma tradução satisfaz ao sentido.

Paraklesis

Uma referência interessante no NT é em Lc 2,25. Ali se diz que Simeão esperava a Consolação de Israel. O termo é paraklesis. Pode ser traduzido por encorajamento, exortação (At 13,15; Rm 12,8; 1Cor 14,3; Fl 2,1; 1Ts 2,3; 1Tm 4,13; Hb 6,18); conforto, consolação (lc 2,25; 6,24; At 4,36; 9,31; Fl 2,1 e outros); apelo, requisição, pedido (2Cor 8,4.17, somente.

Nenhum comentário: