terça-feira, 13 de novembro de 2012

A Teologia do Livro do Deuteronômio

O amor de Deus ao povo e a fidelidade do povo a Deus. Realça a manifestação da bondade de Deus desde o Egito (5,6.15; 6,12.21.22). Nisso muito se aproxima de Oséias 11. Se parece bastante com a teologia do Amor e do Perdão no Novo Testamento. De modo geral, a teologia do Dt gira em torno de três ideias: unidade de lugar de culto (12,5.6.11-14.18.21); o zelo de Deus à tendência idolátrica do povo (32,21) e a amor de Deus desde os patriarcas (pais: 6,10; 9,5.27). Sugere que a vida sob o amor de Deus evita a secularização de Israel. É uma teologia que olha para o indivíduo concreto, pecador: 7,14; 8,3-5. Seu conteúdo se mostra muito significativo:

Escuta Israel (5,1; 6,4; 9,1; 20,3);
Amor ao Senhor (6,5; 7,9; 10,12; 11,1);
O coração e a vida (4,29; 6,5; 10,12; 11,13; 13,4);
O temor do Senhor (4,10; 5,29; 6,2.13);
O povo consagrado (7,6; 14,2.21; 26,19);
A mão forte e braço estendido de Deus (4,34; 5,15; 6,21; 7,8.19; 9,26).

Nenhum comentário: