segunda-feira, 26 de abril de 2010

A Primeira Missa



Em 26 de Abril de 1500 era celebrada a primeira missa no Brasil. Portanto, 510 anos. Ali na clássica gravura de Victor Meirelles o padre, o colonizador, os colonizados, a cruz. Estranha sensação a de hoje, quando querem retirar a cruz dos lugares públicos. Quando o cristianismo é atacado de todos os lados pela laicização. Quando os cristãos nos encontramos tão sem palavras para a sua própria defesa e nos deixamos levar pela força das propagandas (enganosas) pela força do capitalismo (selvagem) que mata os que não se adequam a ele. Quando estamos diante do Evangelho como se Ele fosse uma palavra para uma época e que não nos diz mais nada. Quando estamos sem coragem para pensar e esvaziamos o sentido do que somos, propriamente. Comecei falando da primeira missa. O contexto era outro, um prelúdio de (aparentes) coisas boas e que depois talvez não fossem tão boas assim. A história é mater et magistra (mãe e mestra). Não me proponho aqui a um julgamento da mesma, mas a pensar sobre o que nos foi ensinado. Em 26 de Abril de 1500, a primeira missa. Hoje, 510 anos depois, que lições podem ser tiradas?

Um comentário:

jc disse...

Quão grande exemplo cristão nos deu Charles de Foucauld, que se fez um dos excluídos.
Como o verbo se fez carne entre nós.

Fiquei imaginando o que os índios pensavam na primeira missa.