domingo, 18 de janeiro de 2009

Vi e ouvi na Palestina




Texto de Frei Gilvander Moreira

Após concluir o mestrado em Exegese Bíblica, no Pontifício Instituto Bíblico de Roma, na Itália, seis colegas e eu fizemos uma viagem-estágio, de 05 a 20 de março de 2000, à Terra Santa (todas as terras são santas, mas ...) de Israel-Palestina. Partilho aqui algumas impressões, “coisas” que vi e/ou escutei lá em Israel-Palestina e que me marcaram muito. De saída, digo que a matança que Israel está perpetrando contra povo palestino me deixa profundamente indignado.

O centro-sul de Israel-Palestina é quase só um deserto, uma desolação imensa. Ao constatar esse perfil geográfico, imediatamente me veio a consideração: “Mas esta é a terra que Deus prometeu aos nossos pais?!!! Terra em que corre leite e mel?!!! Por que e para que brigar tanto pelo controle desta terra?” Mas ao chegar às planícies da Galileia, no norte da Palestina, vi que ali a terra é muito fértil. Na Galileia se produz de tudo - é um paraíso terrestre, um grande celeiro agrícola. A Palestina tem sido disputada, há mais de 4 mil anos, em vista de ser uma região estratégica para a geopolítica do Oriente Médio - geograficamente é ponto de ligação entre três continentes: Europa, Ásia e África.

A Jerusalém Antiga é hoje um grande mercado religioso e ... Se Jesus "torrou a paciência" e, com o sangue fervendo de indignação, "chutou o pau da barraca" lá na frente do Templo e arrematou: "Vocês estão fazendo da casa do meu Pai um covil de ladrões!” (cf. Lc 19,45; Mc 11,17), imaginem agora que toda a Jerusalém (e o mundo) é um grande mercado, onde em nome do deus capital se jogam bombas em cima de crianças, mulheres, idosos e doentes. As ruas da Jerusalém antiga são muito estreitas. Automóveis circulam somente em algumas ruas. Na maioria das vielas só podem passar uns pequenos tratores para transportar mercadorias. Os judeus, após 1948, construíram ao lado da Velha Jerusalém, uma Jerusalém Nova, uma cidade de primeiríssimo mundo, muito luxuosa.

Continua

Nenhum comentário: